São Paulo tem curso que ensina a ser "menos macho"

Foi o repórter heterossexual, do UOL, Rodrigo Bertolotto, quem participou do curso e contou tudo em matéria que fez para o portal.

O estudo foi idealizado pelo terapeuta Daniel Bittar e os alunos são, em boa parte, formados por homens gays. Os héteros, de acordo com o professor, foram apenas 3; desde que as aulas iniciaram em 2018.

Mas, o que os participantes aprendem no "retiro", além de se tocar e perder a vergonha de ficar pelado na frente de outros homens? Segundo o instrutor, eles compartilham experiências ruins e testemunhos de vida, nos quais dizem aos companheiros como foi dolorido a vivência, na maioria das vezes, em famílias mais conservadoras que o ensinavam a ser um "macho alfa".

Depois de aprender a lidar com o toque masculino, aceitação, sensações de prazer, dilemas e fragilidade, Bertolotto concluiu que o homem é um ser muito complexo e não consegue explicar.

- Me implico, mas não explico - resumiu.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários