Novas polêmicas no "Caso Adélio"

Quem publicou a informação, no sábado (12), no Twitter, foi a Revista Fórum. Mas, a publicação disse ter recebido a revelação do perfil Anonymous.

O grupo hacker afirmou ter tido acesso ao depoimento do ex-psolista à Polícia Federal. Nele, o homem garante que foi o Partido dos Trabalhadores, cujo maior ícone é o ex-presidente Lula, quem mandou matar Jair Bolsonaro (PL), em 2018.

- Adélio Bispo prestou depoimento gravado pela PF dizendo que a facada teria sido encomendada pela campanha de Haddad em 2018. Carluxo irá usar esse vídeo - escreveu o perfil.

Embora tenha soltado uma "bomba", o Anonymous finalizou a declaração argumentando que Adélio pode ter sido "coagido" a confirmar o fato. Ele cumpre medida de segurança de internação por prazo indeterminado em presídio federal desde setembro de 2018, mês em que quase matou Bolsonaro, naquele ano.

- Eu tenho certeza absoluta que Adélio foi coagido - completou.

PF ainda não confirmou a informação.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários