Bolsonaro detona fala de Fachin contra Rússia: "Comprovaram que o sistema é violável"

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou, nesta quarta-feira (16), as declarações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin sobre suposto ataque hacker que o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estaria sofrendo por influência da Rússia.

- É triste e é constrangedor para mim receber acusação como se a Rússia se comportasse como um país terrorista digital. Lamentamos muito essa fala do ministro Fachin, enquanto o chefe de Estado brasileiro está em solo russo - disse o presidente em entrevista à Jovem Pan.

A afirmação de Fachin sobre possível ataque hacker que o TSE já esteja sofrendo causou estranheza porque o atual presidente da Corte eleitoral, Luis Roberto Barroso, crítico voraz à impressão do voto eletrônico, garantiu ao Congresso que o sistema era "inviolável".

Bolsonaro ainda lembrou que, há mais de uma semana, quando Fachin e o colega Alexandre de Moraes estiveram no Palácio do Planalto para entregar convite de posse da nova presidência do TSE, ele tentou, por duas vezes, conversar com Moraes, que não lhe dirigiu resposta.

E resumiu:

- Se o sistema eleitoral é inviolável, por que essa preocupação? Acabaram de comprovar que pode ser violável - finalizou.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários