"Sincerão", Ciro Gomes avisa: "Se ele acertar a mão, será reeleito"

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), em entrevista à Rádio CBN, de Recife, nesta terça-feira (15), admitiu que um chefe de Estado - com bom desempenho no trabalho - tem grandes chances de ser reeleito.

Apesar da constatação, o ex-ministro do Governo Lula, acusado do desvio de recursos públicos, disse que pretende abdicar até mesmo da reeleição para continuar na disputa ao Palácio do Planalto.

- (...) Ninguém confessa e os políticos não falam, mas, hoje em dia, quando elegem um cidadão, aqueles que querem o lugar do cidadão de presidente, ou na situação ou na oposição, trabalham diuturnamente para ele não acertar a mão - revelou.
- Porque, se ele acertar a mão, ele vai ser reeleito. Então, eu vou abrir mão da minha própria reeleição em troca da reforma para o país - completou, acrescentando que é o candidato "certo" para desconstruir a polarização criada entre Jair Bolsonaro e Lula.
- Esses 30% estão dizendo, claramente, que não querem nem Lula nem Bolsonaro. (…) Eu tenho a resiliência. Eu já suportei o fenômeno Luciano Huck, já suportei o fenômeno Mandetta, já suportei recentemente o fenômeno, como é, esse juiz, como chama… Sérgio Moro, que nem candidato vai ser - alega.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários