ÁUDIO: "Cara que rouba está trabalhando". Não, não está, professor!

Esta semana, um professor de geografia da Escola Estadual Camilo Dantas, em Boa Vista (RR), chamou a atenção ao afirmar, em sala de aula, que ser ladrão seria profissão. Os alunos ficaram tão chocados com a declaração do docente que gravaram e compartilharam nas redes sociais. A "aula" viralizou em minutos.

O professor, ao que parece, explanava sobre a necessidade de armas para a população brasileira, quando começou a debater com um aluno sobre quem teria o direito ao armamento.

- Mas, a gente fala: ‘nossa, isso é um erro, né?’. A pessoa estar armada. Mas, a gente não pensa na hora em que o ladrão está armado, é errado a pessoa de bem estar armada pra se defender - argumentou o estudante.

O professor interrompe a frase do aluno e diz:

- Quem é que é a pessoa de bem? - questiona.

O jovem responde:

- Um pai de família, por exemplo - afirma.

O professor rebate:

- O cara que está roubando é pai de família. Quem que é uma pessoa de bem? Me explica melhor o que você está falando. O cara que rouba tem família - alega, desconstruindo a ideia de certo e errado em sociedade.
- Não, o que trabalha... - pondera o aluno. Mas, é, novamente, interrompido pelo docente:
- O cara que rouba está trabalhando, o cara que rouba pra ele - contesta o professor para horror dos estudantes.
- Roubar é trabalho? - pergunta, assustado, o jovem.
- Pra ele é, pra ele é - afirma o professor.
- Mas, não é certo. (...) Se roubarem o seu carro... - questiona o jovem.
- Ele (ladrão) tá trabalhando - garante o mestre.
- Meu Deus do Céu!! - finaliza o aluno.

A Secretaria Estadual de Educação de Roraima disse que tomará as medidas cabíveis sobre o episódio e disse que não compactua com a opinião do docente.

Ouça:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários