Autora de Dawson's Creek tirou a própria vida após um ano enfrentando mais de 40 sintomas da Covid-19

Heidi Ferrer, roteirista, diretora e produtora cometeu suicídio após um ano enfrentando os sintomas da Covid-19.

Ferrer foi uma das criadoras da série “Dawson’s Creek”, que fez grande sucesso entre 1998 e 2003, que mostrou o estrelato à Katie Holmes e Michelle Williams, entre outras celebridades.

O marido da roteirista, Nick Guth, revelou o suicídio de Heidi em um post no blog oficial dela.

- A Heidi morreu hoje após 13 meses de batalha contra COVID longa - escreveu Nick Guth.
- Ela foi uma mãe maravilhosa. Ela lutou contra essa doença traiçoeira com a mesma ferocidade com a qual viveu. Vou te amar para sempre e te vejo no fim da estrada -

A produtora passou os últimos meses de vida acamada com muitas dores físicas. Ela contraiu o coronavírus em abril de 2020 e sofreu com mais de 40 sintomas da doença.

Em uma de suas mais recentes mensagens na internet, Heidi disse que não tinha “nenhuma qualidade de vida a longo prazo”.

- Nos meus piores momentos, disse para o meu marido que caso não melhore não vou querer viver assim. Não me sentia suicida, eu apenas não estava conseguindo ver nenhuma qualidade de vida a longo prazo e não vejo perspectiva de melhoras. Sei de pessoas vítimas de suicídio, incapazes de trabalhar e de se cuidarem, muitas vivem sozinhas e não tem onde morar. Sei de algumas que já fizeram isso - lamentou.

Ela deixa marido e um filho de 13 anos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários