Bolsonaro não vai à posse de nova presidência do TSE

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decidiu que não comparecerá à posse do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, como novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do colega dele, Alexandre de Moraes, como vice.

Bolsonaro encaminhou ofício ao TSE justificando "extensa agenda" e recusou o convite.

- Considerando compromissos preestabelecidos em sua extensa agenda, o senhor Presidente Jair Bolsonaro não poderá participar do referido evento. Assim, agradece a gentileza e envia cumprimentos - diz o documento.

A posse da nova direção do TSE será realizada, nesta terça-feira (22), às 19 horas.

Fachin ficará como presidente do TSE até um mês antes das eleições. Depois disso, Moraes assume. O segundo, por sinal, criou um imenso mal-estar com o presidente, quando da entrega do convite no Palácio do Planalto há algumas semanas. Bolsonaro dirigiu a palavra a ele por duas vezes e o magistrado o ignorou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários