Pela primeira vez, Telegram acata ordem do STF e bloqueia contas de Allan dos Santos

O aplicativo de mensagens Telegram, do russo Pavel Durov, acatou uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, e bloqueou, neste sábado (26), três contas do jornalista investigativo Allan dos Santos.

Moraes, em seu despacho, afirmou que, caso o Telegram se negasse a cumprir a determinação, o aplicativo seria suspenso no Brasil.

Esta foi a primeira vez que a plataforma acatou uma ordem do Supremo. O ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Roberto Barroso, tinha tentado entrar em contato com o diretor do aplicativo em quatro ocasiões e em todas elas foi ignorado. O magistrado queria saber mais detalhes sobre o funcionamento da plataforma e impor regras para o uso dela durante o período eleitoral.

Em outubro do ano passado, Moraes já havia decretado a prisão preventiva do comunicador e até decretado a extradição delepara o Brasil. O magistrado alegou que o jornalista participa de supostas "milícias digitais" que atentam contra as instituiçõesdemocráticas. Allan dos Santos continua vivendo nos Estados Unidos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários