"Não há alternativas há sanções, a não ser a guerra mundial", advertiu chanceler russo

O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou, nesta semana, que o kremlin não estava pensando em usar armas nucleares até que políticos ocidentais começassem a falar no assunto sem parar.

- Todo o mundo sabe que uma terceira guerra mundial só pode ser nuclear, mas eu gostaria de chamar a atenção: está na cabeça dos políticos ocidentais a ideia de uma guerra nuclear, não na cabeça dos russos - alegou o chanceler.

Lavrov disse ainda que o presidente da Rússia, Vladmir Putin, ficou surpreso com a quantidade de artistas, políticos, intelectuais e jornalistas que se declararam a favor da Ucrânia e aproveitou para deixar um recado às nações que estão impondo sanções ao kremlin:

- Não há alternativas há sanções, a não ser a guerra mundial - advertiu.
- A Rússia tem muitos amigos e não pode ser isolada - emendou.

Em conversa com Putin, o presidente da França, Emmanuel Macron, contou, nesta quinta-feira (3), que a situação da Ucrânia pode piorar ainda mais, porque, segundo ele, o russo afirmou que "a operação militar iria até o fim".

- O pior ainda está por vir - concluiu Macron.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários