China afirma que não vai propor sanção à Rússia

O Governo da China, do presidente Xi Jinping, resolveu não adotar nenhuma sanção contra a Rússia, liderada por Vladmir Putin.

Xi Jinping diz que não condena o ataque do russo à Ucrânia e que o órgão regulador bancário do país não tomará nenhuma medida para afetar a economia do kremlin nem as relações amistosas que as duas nações têm.

- No que diz respeito às sanções financeiras, nós não as aprovamos, especialmente as sanções lançadas unilateralmente, porque elas não funcionam bem e não têm fundamento legal - disse Guo Shuqing, presidente da Comissão Reguladora de Bancos e Seguros da China.
- Não participaremos de tais sanções. Continuaremos a manter as trocas econômicas e comerciais normais com as partes relevantes - completou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários