Em apenas um dia, Moro rompe com "Mamãe Falei" e quase é vítima de explosão no Paraná

Após o vazamento de áudio polêmico em que o deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP) é flagrado em falas machistas contra mulheres ucranianas, o pré-candidato à presidência da República, Sérgio Moro, que pertence ao mesmo partido, decidiu romper vínculos com o novato na política.

O ex-juiz da "Lava Jato" que, antes era só elogios ao parlamentar, disse que "jamais dividirá palanque com ele".

- Jamais dividirei meu palanque e apoiarei pessoas quem têm esse tipo de opinião e comportamento. Espero que meu partido se manifeste brevemente diante da gravidade que a situação exige - alegou o ex-Ministro da Justiça.
- Lamento profundamente e repudio veementemente as graves declarações do deputado Arthur do Val divulgadas pela imprensa. O tratamento dispensado às mulheres ucranianas refugiadas e às policiais do país é inaceitável em qualquer contexto. As declarações são incompatíveis com qualquer homem público - completou.

Ainda na sexta-feira (4), que não foi um bom dia para os candidatos do Podemos, Moro visitava a fábrica da cooperativa Cocamar, no Paraná, quando uma explosão em um tanque de fluidos de diesel matou duas pessoas. O ex-magistrado faria um tour pelo local, mas, diante da gravidade do acidente, ele discursou rapidamente e saiu de cena.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários