Federação entre PT e PSB vai lançar candidatura de Fernando Haddad (PT) para o governo de São Paulo

A federação proposta pelos partidos vai deixar sob o comando do Partido dos Trabalhadores o governo do principal Estado do Brasil, ja que o PT liberou Pernambuco, Minas Gerais, Espírito Santos e Rio de Janeiron aos aliados.

- A federação entre PT e PSB envolve o Brasil inteiro. Nós já estamos apoiando o PSB no Pernambuco, onde tínhamos um candidato mais competitivo. Nós tiramos o senador Humberto Costa para que eles (PSB) indicassem o seu candidato a governador. No Maranhão, estamos apoiando o sucessor de Flávio Dino. No Espírito Santo, nós já dissemos ao PSB que, se o governador deles apoiar o Lula, nós o apoiamos também. E, lá, nós também temos um candidato competitivo, que é o senador (Fabiano) Contarato - explicou os planos da legenda o deputado federal Paulo Teixeira (PT), secretário-geral do PT.

A disputa promete ser acirrada porque o presidente Jair Bolsonaro (PL) indicou o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para a corrida eleitoral e o militar começou bem nas pesquisas com 25% de intenção de votos.

São Paulo não é importante apenas como principal colégio eleitoral. É o Estado com maior número de deputados e isso por si só já resume uma boa base parlamentar e a garantia de governabilidade para qualquer presidente eleito.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários