PF conclui que não há adulteração em vídeo de orgia atribuído a Doria

A Polícia Federal concluiu, em relatório de janeiro deste ano, que não há "sinais de adulteração" no vídeo em que aparece o atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em orgia com mulheres.

O inquérito sigiloso é de 2018 e foi aberto a pedido da defesa de Doria, que alegava as imagens não serem verdadeiras. No vídeo, é possível ver um homem bem parecido com Doria deitado numa cama com 6 mulheres nuas. Doria sempre negou que era ele .

Em nota, o tucano dise que tudo não passa de "perseguição política" e que a "PF estaria reeditando o maior crime eleitoral já realizado contra um candidato na história do Brasil".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários