Sniper mais letal do mundo vai à Ucrânia combater russos

No sábado (5), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu por ajuda voluntária de estrangeiros para conter a invasão russa. E, assim, um dos assassinos treinados mais experientes e perigosos do mundo, conhecido como Wali, 40, deixou esposa e filho para lutar pelo país ucraniano.

Em sua missão no Leste Europeu, Wali está equipado não somente com seu rifle, mas também como uma câmera que usa para registrar seus passos na Europa. 

Wali é ex-atirador de elite das Forças Armadas do Canadá, também já esteve por conta própria no Iraque, onde combateu o Estado Islâmico (EI), em 2015, e foi enviado duas vezes ao Afeganistão como franco-atirador das Forças Armadas canadense. 

Ele cruzou a fronteira com a Ucrânia nesta quarta-feira (9) e deverá atuar na capital do país, Kiev.

A coragem do atirador tem o atraído os holofotes, em entrevista a La Presse, ele disse que teve que ir.

– Ele (Zelensky) me disse que eles precisavam de um franco-atirador. É como um bombeiro que ouviu o alarme tocando. Eu tive que ir – falou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários