Coordenador do MBL tem mais de R$ 6 milhões em dívidas com a União

Renan Santos, o coordenador do MBL que, recentemente, esteve em viagem à Ucrânia com o deputado estadual Arthur do Val, para, supostamente, prestar ajuda humanitária ao país, tem dívida de R$ 6,3 milhões com a União.

São tributos federais não pagos, multas trabalhistas e ainda outros débitos.

Os dados constam no cadastro da Dívida Ativa da União.

O Movimento Brasil Livre (MBL), que também tem dívida com a União no valor de R$ 80 mil, confirmou que Renan tem débitos federais não quitados. Porém, o grupo justifica que o saldo devedor foi adquirido quando o rapaz tentava reabrir empresas já falidas, mas não teve êxito.

- Infelizmente, no país em que vivemos, qualquer cidadão que se atreve a ousar empreender está sujeito a apelações absurdas e burocráticas do sistema tributário brasileiro - despistou o Movimento.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários