WhatsApp suspende contas do PT e limita grupos de Lula

O WhatsApp deu uma freada na campanha de Lula para a presidência do Brasil. O diretório do Partido dos Trabalhadores vinha afirmando que, "para cada celular existente no Brasil, haveria um comitê" da sigla. Mas, parece que o intuito foi impedido pela plataforma. É que o aplicativo de mensagens suspendeu números de administradores de grupos ligados ao ex-presidiário.

O portal "Lulaverso", criado pela legenda para alimentar "comitês populares" e mílicas digitais no Zap, Telegram, Instagram, Twitter e Tik Tok, foi desativado em, ao menos, quatro grupos.

A assessoria do PT disse que os grupos foram desativados, temporariamente, pela grande movimentação que tinham, violando a regra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que não permite que candidatos usem as mídias sociais para disparar conteúdo em seu favor.

Segundo as novas regras do WhatsApp, o usuário não pode usar nenhum serviço de automação (robôs) para o disparo em massa de mensagens. O PT pretende reverter a suspensão e reativar as contas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários