VÍDEO: Juíza manda advogado tomar rivotril em audiência do Caso Henry

A juíza Elizabeth Machado Louro se envolveu em um bate-boca com advogados na 3ª audiência do caso Henry Borel, o menino de quatro anos que morreu em março do ano passado, vítima de espancamento pelo ex-vereador Jairinho.

A acusação questionava a testemunha sobre o que ele achava do ex-parlamentar, quando o advogado de defesa começou a gritar. A juíza pediu para o homem se acalmar e, em dado momento, o microfone dele foi desligado para não interromper o prosseguimento da sessão. Como ele continuou a falar alto, a magistrada solicitou que ele tomasse um rivotril "pra se acalmar".

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários