Fusão entre PSL e DEM perde um deputado a cada dois dias

O partido que surgiu da fusão entre o PSL e o DEM, o União Brasil, não anda nada bem das pernas. Tinha tudo para ser a maior legenda do país, mas parece que o tiro saiu pela culatra. A cada dois dias, a nova sigla perde um deputado.

Já saíram 16 da legenda, desde que o União foi reconhecido, legalmente, pelo tribunal Superior Eleitoral (TSE), em fevereiro deste ano.

E o futuro não é nada promissor. O partido iniciou com 81 representantes, mas o diretório acredita que, após as trocas partidárias permitidas em lei, vai acabar mesmo com 50 integrantes. Isso, se o número não for ainda menor.

Descendo ladeira abaixo o União Brasil vai acabar atrás daqueles que tanto criticou: o PT, partido de Lula e o PL, sigla que o presidente Jair Bolsonaro escolheu para representar nestas eleições.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários