Bolsonaro comenta sobre possibilidade de Silva e Luna deixar a Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou, nesta quarta-feira (16), sobre a possibilidade do general Joaquim Silva e Luna deixar o comando da Petrobras após novo aumento dos preços dos combustíveis no Brasil.

- Existe essa possiblidade. Todo mundo no governo, ministros, secretários, diretores de empresa, presidente de estatais podem ser substituídos, se não estiverem fazendo trabalho a contento. Não quer dizer que vai ser trocado ou que não vai ser trocado. Eu só não posso mudar o vice. O resto, todos podem ser trocados, obviamente, por motivo de produtividade, por motivo de falha ou omissão no respectivo serviço - pontuou.

Bolsonaro já vem demonstrando insatisfação com a forma como os preços dos combustíveis são reajustados no país há anos. 

Esse último acréscimo no valor, ele qualificou como "um crime contra a população" e lamentou o fato de não poder interferir nas tomadas de decisão pessoalmente.

- Quero dizer que o presidente da Petrobras está amarrado numa série de legislação, mas a (negativa da) solicitação feita — não oficialmente, porque não podemos interferir na Petrobras e nem vamos interferir —, de atrasar um dia o anúncio do pagamento, isso pegou muito mal para todos nós aqui em Brasília - finalizou.

O general do Exército está no cargo desde fevereiro de 2021. Antes, ele havia ocupado o lugar de Ministro da Defesa no Governo Bolsonaro e também foi diretor-geral da Itaipu Binacional.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários