Netflix começa a taxar quem "emprestar" senha para amigos

O streaming cansou de ser "bonzinho" e disse que vai começar a cobrar taxas de quem tem por hábito "dividir" a senha com outras pessoas.

Os primeiros países que serão cobrados é o Peru, Chile e Costa Rica, onde a plataforma constatou que o "empréstimo" chega a ser mais do que "comum". A Netflix, à priori, vai taxar em 30% do valor normal do plano e avisou que, com o dinheiro arrecadado, será possível investir mais em tecnologia, novos filmes e novas séries.

Assim, serão adicionadas duas funções novas no streaming: a primeira será "Adicione um membro extra" e a segunda, "Transferir perfil para uma nova conta" para facilitar a "divisão" da senha.

No Brasil, ainda não há previsão para a taxa começar a ser cobrada.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários