Filha do cantor Belchior é condenada por assassinato e ocultação de cadáver

Isabela Meneghelli Belchior, filha do cantor Belchior, foi condenada, nesta quarta-feira (23), a nove anos de prisão por assassinato e ocultação de cadáver. Ela, a namorada Jaqueline Dornelas Chaves e os dois irmãos dela, Estefano Rodrigues e Bruno Dornelas eram acusados de matar o metalúrgico Leizer Buchwieser dos Santos, em agosto 2019, em São Carlos, interior de São Paulo.

Jaqueline, que era garota de programa, costumava marcar encontros com homens na internet. Leizer era um cliente que decidiu pagar R$ 500 pelo sexo, caso Jaqueline levasse uma sobrinha de três anos. Ela concordou, mas levou consigo Isabela e os dois irmãos; a fim de estorquir dinheiro do homem.

Já na casa de Leizer, a briga "esquentou" e Isabela, Estefano e Bruno esfaquearam o metalúrgico até a morte.

Os três foram acusados do crime e Jaqueline foi inocentada. Eles tiveram a pena reduzida em virtude do "relevante valor social" do caso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários