"Eu boto minha cara no fogo pelo Milton", dispara Bolsonaro sobre Ministro da Educação

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou, nesta quinta-feira (24), em sua live semanal, sobre as supostas facilitações no Ministério da Educação (MEC) para liberar recursos públicos a pastores amigos do ministro, Milton Ribeiro.

Bolsonaro defendeu o pastor e disse que o caso, há meses, já vinha sendo investigado pela Controladoria-geral da União (CGU) sem que o órgão tivesse encontrado uma única prova contra os servidores.

- Eu boto a minha cara no fogo pelo Milton. Estão fazendo uma covardia com ele - afirmou.

Após a CGU não ter encontrado irregularidades na pasta, o caso foi levado à Polícia Federal, que é a instituição competente para apurar denúncias contra pessoas que não fazem parte do Governo Federal e, foi aí, que a questão chegou aos ouvidos dos políticos de oposição.

Bolsonaro reafirmou que Milton Ribeiro continuará comandando o MEC e que ele mesmo se colocou à disposição dos presidentes da Câmara e do Senado para responder aos questionamentos dos parlamentares.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários