Cinco meses após o primo de Alcolumbre ser preso por tráfico de drogas, o irmão dele é flagrado com R$ 500 mil em blitz

A situação da Família Alcolumbre, no Amapá, está, cada vez mais difícil de se explicar: cinco meses após o primo do senador, Isaac Alcolumbre, ser preso sob suspeita de tráfico de drogas; agora, é o irmão do congressista, Samuel Alcolumbre, que não consegue explicar a origem de R$ 500 mil que foram flagrados com ele em uma blitz de São Paulo.

A Polícia Militar disse que fazia um bloqueio na avenida Olavo Fontoura, quando um Ford Fusion desligou os faróis, deu marcha ré e iniciava uma fuga.

Os agentes alcançaram o carro uns 200 metros depois e constataram grande quantidade em dinheiro com Samuel.

Ele não soube informar do que se tratava.

Ao tomar conhecimento do caso, Davi Alcolumbre respondeu pelo irmão e disse que, provavelmente, eram pagamentos advocatícios.

A PM acredita que o dinheiro vinha de políticos que estariam bancando uma campanha em 2022.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários