Trump processa Hillary Clinton e Democratas por inventarem vínculo entre ele e Rússia

Na campanha presidencial de 2016, a então candidata Hillary Clinton, acusava Donald Trump de ter um elo - digamos assim - um pouco "estranho" com o presidente da Rússia Vladmir Putin. Por isso, o republicano se sentiu prejudicado e abriu uma ação federal, nesta quinta-feira (24), argumentando que a democrata o difamou e imputou a ele falsa ligação para atrapalhar sua campanha.

Na época, foi muito cogitado pela imprensa norte-americana que Moscou ajudava na campanha de Trump para obter favores políticos e econômicos e que o kremlin chegava até mesmo a intervir no processo eleitoral do país.

Vários relatórios foram criados para tentar vincular a campanha de Trump à presidência com o russo. Os "estudos" foram encaminhados à imprensa e ao FBI e, depois, mostraram-se mentirosos.

Por causa das falsas acusações dos democratas, Trump disse que gastou mais de US$ 24 milhões com custos de defesa, taxas legais e despesas relacionadas ao processo. Agora, como as afirmações demonstraram ser fictícias, o empresário das Comunicações busca na esfera federal o ressarcimento de todo o valor envolvido.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários