Sikêra e RedeTv! são condenados a indenizar Xuxa em R$ 300 mil

O jornalista e a emissora foram condenados a pagar R$ 300 mil por danos morais a apresentadora de televisão Xuxa Meneghel.

A ex-Rainha dos Baixinhos alegava que Sikêra havia associado o nome dela à pedofilia, quando falou em "desvirtuar crianças". O comentário ocorreu em 2020.

A juíza do caso, Ana Cristina Ribeiro, embora não tenha acatado o valor pedido pela defesa de Xuxa, R$ 500 mil, firmou a indenização em R$ 300 mil. Na decisão, ela destacou que o programa de Sikêra seria "sensacionalista e com conteúdo ofensivo".

A defesa do comunicador, porém, alegou que o jornalista fez fama justamente por ser "irreverente, descontraído e popular" e ressaltou que Xuxa também já o ofendeu de "palhaço e homofóbico".

Ainda assim, a magistrada condenou o apresentador e a emissora a indeniza a ex-global.

- Se a empresa emissora do programa sabia ou não das injúrias e difamações não importa, pois deveria ter tomado as devidas cautelas antes de colocá-lo no ar e exibi-lo para milhões de pessoas - finalizou. 

Xuxa disse que vai utilizar o dinheiro ganho na causa em doações a organizações que protegem os animais.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários