VÍDEO: Will Smith dá tapa no rosto de Chris Rock em plena entrega do Oscar

Está aberta a caça aos comediantes.

Chris Rock, famoso por seu humor ácido, debochado e hostil, foi convidado para apresentar alguns prêmios no Oscar 2022.

Sua função, mas olha só que surpresa, era fazer piadas com os convidados.

Primeiro, ironizou Denzel Washington por sua versão de Macbeth. Depois, brincou com Javier Bardem sobre a opcão dele desejar perder o Oscar de Melhor Ator para Will Smith. Pois, caso ele vença e sua esposa, Penélope Cruz (concorrendo ao de Melhor Atriz) perca, iria ter sérios problemas quando chegasse em casa.

Até aí, todo mundo riu das piadas.

Eis, então, que Chris resolve fazer humor (foi bem pago pra isto) com a chatíssima e problemática esposa de Will Smith, Jada, que enfrenta uma doença autoimune que está a deixando careca.

Ela e Chris já não se bicam há tempos, desde que ele fez piada quando ela organizou boicotar o Oscar, e o humorista ironizou dizendo que ele também decidiu boicotar a "calçinha" de Rihanna pelo mesmo motivo: não ter sido convidado.

Na piada desta noite, Chris disse que, com o novo visual, Jada poderia encenar a continuação de "Até o limite da honra", filme em que Demi Moore interpretava um soldado, portanto careca em cena. 

Will Smith gargalhou com a piada, mas Jada Ono, fez a velha cara de poucos amigos.

A câmera cortou pro Chris que, sem jeito, notou que Will invadia o palco, se aproximava e POW, deu um tapa na cara do comediante.

Tudo isto ao vivo, causando um enorme contrangimento geral.

Chris, que merecia mais o Oscar do que seu agressor, tamanho profissionalismo demonstrado, segurou a humilhação e continuou o texto, tentando fingir que nada havia acontecido.

Ironicamente, alguns longos minutos depois Will faturou o Oscar de Melhor Ator e ao receber o prêmio mandou um discurso choroso, como já era previsto, sendo então ovacionado pela plateia.

Fim.

A hipocrisia reina no Mundo Encantado da Lacrolândia.

A atriz que ameaçou boicotar um Oscar porque negros não tinham relevância na festa - leia-se ela, já que como atriz sempre foi irrelevante -, supostamente "ordenou" que o maridão agredisse um homem negro, humilhando-o frente a todos.

No mais, a atriz que posa de feminista e que constantemente diz que não precisa de homem algum para defendê-la, promoveu uma cena patética e lamentável onde um machão descontrolado, mesmo gostando da piada, subiu ao palco (local sagrado para artistas) para agredir violentamente um colega.

A piada de Chris foi ruim? Sim, foi, mas ele é comediante e estava lá fazendo seu trabalho.

"Todo mundo odeia o Chris"?

Bom, após presenciar seu agressor sendo aplaudido, creio que ele deve achar que sim, só não contava que teria "Um Maluco no Pedaço".

O quase sábio Denzel Washington disse a Will que o demônio ataca quando se está no alto, mas um sábio de verdade diria ao ator sem nenhum controle emocional, que muitas vezes o diabo está ao lado, e até divide a cama, porém o maior segredo dele é recitar as escrituras sagradas, quando convém, se fingir se "gente do bem", ou então convencer o mundo de que ele nunca existiu.

Will é um gatinho quando se refere às constantes traições e notória infidelidades da esposa, que ele sempre perdoa, mas vira um leão se alguém faz uma piada que ele goste, mas ela não.

Ficou claro quem é majestade no reino Smith.

E, assim, o Oscar teve mais um momento vexaminoso, como quando trocaram o nome do Filme Vencedor em 2017, tirando o prêmio de "La Lá Land" e entregando a "Moonlight".

É, seu Oscar, a coisa tá tão feia que a próxima festa de premiação provavelmente vai ser no Brasil, no palco do LulapaLosers.

Espermicida e Pablito lhe esperam de braços abertos.

Texto extraído de "A Toca do Lobo" (Facebook)

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários