Daniel Silveira envia carta à Câmara pedindo que parlamentares se manifestam contra abusos de Moraes

O deputado federal Daniel Silveira (União Brasil-SP) encaminhou uma carta à Câmara, nesta segunda-feira (28), pedindo que a Casa se manifeste sobre a suspensão da pena a que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, lhe impôs arbitrariamente.

Ele lembrou aos colegas da Casa que os congressistas só podem ser presos em flagrante delito e que eles têm direito à imunidade parlamentar para que estejam seguros de que podem defender os projetos para os quais foram votados pelo eleitor.

- (...) O STF viola direitos fundamentais consagrados na Constituição e afronta os direitos políticos de um deputado em pleno exercício do mandato - argumentou.

Desde fevereiro de 2001, Silveira está preso revezando a prisão domiciliar com a detenção no sistema carcerário. A medida foi determinada por Moraes, que alegou o rapaz estar ameaçando as instituições democráticas do país e os ministros do Supremo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários