Tentou ser herói, não colou

Tentou uma fonoaudióloga pra melhorar as falhas vocais, mas não teve sucesso.

Tentou ser simpático, mas soou mais Fake que discurso de artista do Lollapalooza.

Tentou ser tiozão descolado, educado pelo Eme Bê Ele, também não colou.

Tentou ser popular, não chegou nem perto.

Resolveu usar a tática do "Eu sou humilde, olha meu relógio Casio do camelô", mas também  ninguém comprou esta história.

Enfim, desistiu do jogo antes dele começar.

Ponto pro "Pai Lobo do Acarajé" que cantou a bola sobre o fim desta campanha que, desde o início, já estava naufragada.

Até outubro, o Brasil, pelo visto, vai ficar mesmo entre duas escolhas apenas.

Boa sorte a todos.

Texto extraído de "A Toca do Lobo" (Maurício Nunes)

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários