Maior parte dos governadores que disputarão reeleição se dizem a favor de Bolsonaro

Dos 26 Estados e um Distrito Federal, 16 governadores concorrerão às eleições deste ano; sendo que 9 deles têm bom relacionamento com o presidente Jair Bolsonaro (PL) e devem pedir ajuda dele para se reelegerem.

Acre (Gladson Cameli-PP), Amazonas (Wilson Lima-União Brasil), Distrito Federal (Ibaneis Rocha-MDB), Minas Gerais (Romeu Zema-Novo), Paraná (Ratinho Júnior-PSD), Rio de Janeiro (Cláudio Castro-PL), Rondônia (Coronel Marcos Rocha-União Brasil), Roraima (Antonio Denarium-PP) e Santa Catarina (Carlos Moisés-Republicanos) são os Estados que devem pedir apoio ao atual chefe do Planalto. Fora os outros entes federados onde Bolsonaro lança candidato próprio como São Paulo, com o ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas e Onyx Lorenzoni pelo Rio Grande do Sul.

Já Lula (PT), que é seu principal opositor, apoia Helder Barbalho, no Pará, João Azevedo, na Paraíba e Fátima Bezerra, no Rio Grande do Norte.

No Piauí (Wellington Dias-PT), Alagoas (Renan Filho-MDB), Bahia (Rui Costa-PT), Maranhão (Flávio Dino-PSB) e Ceará (Camilo Santana-PT), os governadores estão no segundo mandato e, portanto, pretendem colocar seus sucessores no poder.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários