Soldado russo estupra bebê, grava vídeo e divulga em mensagem

O soldado Alexei Bychkov, de 24 anos, foi detido já na Rússia, no sábado (9). Ele é acusado de ter cometido crime de guerra contra um bebê ucraniano. 

Bychkov estuprou a criança e enviou o vídeo para um amigo, por aplicativo de mensagem. Nas imagens, ele escreveu:

- Vídeo feroz - 

As autoridades russas investigam quem é o bebê, quando e onde o estupro ocorreu.

A Comissária Paralamentar de Direitos Humanos da Ucrânia, Lyudmilla Denisova, disse que há mais relatos de crimes de guerra registrados no país. El afirma que 120 mil crianças ucranianas desapareceram e que um menino de 11 anos foi estuprado por soldados russos. 

Em outra ocasião, segundo ela, duas meninas, uma de 14 e a outra de 16 anos, foram violentadas. A mais nova engravidou e uma senhora de 78 anos também foi abusada.

- Há notícias que fazem meu sangue gelar nas veias - lamentou Oleksandr Vilkul, chefe da administração militar de Kryvyi Rih, sobre os casos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários