Sem provas de irregularidades no MEC, AGU pede que TSE arquive denúncia do PT contra Bolsonaro

A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que arquive um pedido do Partido dos Trabalhadores, de Lula, para investigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-Ministro da Educação, Milton Ribeiro.

A AGU justificou que, além da ausência de provas de irregularidades contra a pasta, uma investigação eleitoral só poderia iniciar entre o período que compreende o registro das candidaturas para este pleito e a diplomação dos eleitos.

A Controladoria-Geral da União (CGU) já vinha apurando supostas irregularidades no MEC há meses. Porém, nada foi encontrado. Diante disso, o caso foi levado à Polícia Federal, que é a instituição competente para investigar denúncias contra pessoas que não fazem parte do Governo Federal.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários