Até 2030, Brasil será o 5º maior exportador de petróleo no mundo

O Governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) tem boas expectativas para a produção de petróleo no Brasil. Segundo estudos do Plano Decenal de Expansão de Energia 2030, atrelado ao Ministério das Minas e Energia, o setor vai crescer assustadoramente e o Executivo Federal espera que o país produza até o final deste ano 3,4 milhões de barris por dia.

Se tudo der certo e a produção crescer da forma como é esperada, o Brasil vai produzir em 2022 o que se esperava apenas para 2025.

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) afirmou, em 2021, que o mercado petrolífero se recuperou rapidamente. Mesmo em período de pandemia, as vendas de 2020, por exemplo, foram mais altas do que as de 2019: 618 milhões de barris produzidos somente de janeiro a julho daquele ano. Boa parte dessa produção foi encaminhada à China, que continuava a todo o vapor suaindustrialização, apesar do restante do mundo estar com a economia fechada em virtude da proliferação da Covid-19.

O Brasil deve na 5ª posição de maior produtor e 4º maior exportador de petróleo do mundo, nos próximos anos, impulsionado pelo pré-sal. 

Hoje, os principais produtores são: Estados Unidos, Arábia Saudita, Rússia, Canadá e Iraque.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários