VÍDEO: Polícia investiga agressão à arbitra, única mulher em campo

A Polícia Civil está investigando a agressão sofrida pela árbitra assistente de futebol, Marcielly Netto. Ela levou uma cabeçada nos lábios, equanto arguementava com o técnico da Desportiva Ferroviária, Rafael Soriano, uma infração no jogo.

A agressão aconteceu durante o Campeonato Capixaba, no domingo (10). Os ânimos estavam exaltados e, no momento da cabeçada, havia muitos jogadores e árbitros ao lado da assistente, que ficou perplexa com a violência.

Soriano partiu pra cima da moça depois que ela lhe deu um cartão amarelo por excesso de reclamação. Ele, então, parte pra cima dela, enquanto dois árbitros tentam contê-lo.

Sem poder pegá-la com as mãos, ele se aproxima e dá uma cabeçada nela, que fica chocada. Em seguida, ele é expulso do campo e sai ameaçando a assistente.

- Se você disser que eu te agredi, a gente vai para a delegacia. A gente vai fazer corpo de delito. Se não, eu vou te processar, vou te processar. Ela está dizendo que eu agredi. Mentira - esbravejou.

O caso foi denunciado à polícia. Marcielly fez exame de corpo de delito e Soriano foi demitido do time.

Marcielly era a única mulher em campo naquele dia.

- (...) Não esperava. Mas, serve para mostrar que temos força. É um caso que, se não houver punição, vai continuar acontecendo - lamentou.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários