Elon Musk oferece mais de US$43 bilhões para o Twitter ser dele

O sulafricano ofereceu aos acionistas nada menos que US$ 43,5 bilhões na compra da plataforma. E tudo isso pago no cash.

O bilionário, que já tem 9,2% das ações, fez uma proposta para adquirir o restante e ser o único proprietário da rede social.

A proposta de Elon Musk foi muito comemorada, pois o bilionário é a favor da liberdade de expressão e tem dito, no próprio Twitter, que está pronto para fazer "mudanças significativas" na mídia.

Se o CEO da Tesla e do Space X não conseguir comprar todas as ações, talvez, pelo menos, entre no Conselho de Administração e, assim, consiga impor sua voz nas regras do Twitter. Um dos primeiros passos almejados é trazer de volta autoridades que foram banidas, como o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários