Conselho do Twitter não aceita proposta de Elon Musk para comprar rede social

O Conselho Diretor do Twitter fez, nesta sexta-feira (15), uma manobra arriscada para impedir que o homem mais rico do mundo, Elon Musk, compre todas as ações da empresa.

O Conselho Diretor da plataforma colocou em prática a chamada "pílula venenosa", permitindo que outras pessoas - que não sejam as partes interessasdas no negócio - comprem ações a preços menores.

Essa estratégia estava em vigor até a quinta-feira (14), quando o bilionário fez a oferta de compra por mais de US$ 43 bilhões, mas o Conselho não gostou da ideia de um único acionista e, por isso, tentou neutralizar a negociação.

O Twitter até ofereceu ao sulafricano uma cadeira no Conselho; a fim de que ele retrocedesse no intuito de comprar a rede social. Musk, de fato, estava pendente em aceitar a proposta. Porém, ouviu de outros acionistas que teria que parar de falar mal da mídida em público e recuou. Pouco tempo depois, já fazia a oferta para adquirir a plataforma.

Musk declara, abertamente, que é contra qualquer forma de manipulação na internet e é avesso a medidas que restrinjam as pessoas de expor a sua opinião. 

- É muito importante que haja uma arena inclusiva para a liberdade de expressão - pontuou.
- Ter uma plataforma pública que é massivamente confiável e amplamente inclusiva é extremamente importante para o futuro da civilização - acrescentou o visionário.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários