Procuradoria Regional Eleitoral afirma que Moro não pode concorrer às eleições por SP

A candidatura de Sérgio Moro (União Brasil) está na "corda bamba". A cada dia que passa, é um problema. 

Em pouco tempo, o ex-ministro da Justiça saiu do Podemos e foi para outra legenda, abandonou a candidatura à presidência e se predispôs ao Senado Federal, mudou de ideia e voltou atrás, foi sabotado por integrantes da nova legenda... Enfim, uma lambança!

Agora, o ex-juiz da "Lava Jato" terá que pular mais uma "fogueira". É que a Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo fez uma notícia-crime contra ele e a esposa, a advogada Rosângela Moro, alegando que nenhum dos dois pode se candidatar a cargo político pelo Estado porque não teriam vínculo nenhum com SP.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) investiga o caso, mas a defesa do casal já respondeu que os dois residem em São Paulo desde novembro de 2021, quando Moro se filiou ao Podemos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários