Leite inicia pré-campanha à presidência à revelia de decisão do partido

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), tomou uma decisão inesperada: ele inicia a pré-campanha dele à presidência da República, nesta quarta-feira (20), no Estado do Ceará, independentemente das prévias do partido terem escolhido João Doria como aquele que representaria a sigla nestas eleições.

Nos bastidores tucanos, é sabido que, embora Doria tenha levado as prévias (o que muitos dizem poder ter havido fraude nas urnas), dentro da legenda o ex-governador de SP não é muito querido. Isso porque a reprovação dele é alta e não só entre os seus pares, como também entre os eleitores, principalmente, os paulistas, maior colégio eleitoral do país.

Por tudo isso, Tasso Jereissati e José Aníbal, figuras de nome no PSDB, têm feito a cabeça de Leite para que ele lance candidatura própria à revelia do que o partido determinou. Quem não deve estar gostando nada disso é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que, ao saber da renúncia do rapaz ao cargo de governador no Sul, tratou logo de ir pro Twitter bradar que a decisão da sigla deveria ser respeitada.

Ao que tudo indica, Leite não deu a mínima pra ele.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários