Diretor da Gaviões espanca carnavalesco após namorada denunciar abuso sexual

O amazonense Zilkson Reis, de 42 anos, carnavalesco da escola de samba paulista Gaviões da Fiel, teve que ser internado na UTI da Santa Casa de São Paulo, após ter tido uma piora no quadro de saúde.

Reis apanhou do diretor do barracão, Thiago Carlos Dionísio. Ele está foragido da Justiça, que considera o caso tentativa de homicídio.

Os dois discutiam nas dependências da Fábrica do Samba, quando as agressões começaram. No sábado (23), quando a Gaviões desfilar, o enredo será justamente sobre violência e desigualdade social.

O Caso

Thiago Dionísio saiu com uma mulher, ingeriram muita bebida alcóolica e voltaram para o quarto que ele tem quando está no barracão. Lá, fizeram sexo e dormiram.

A mulher conta que, quando acordou, Thiago estava no banho e Zilkson fazia sexo oral nela. Ela gritou e o empurrou e ele saiu calmamente e fechou a porta.

Thiago, então, pergunta o que tinha acontecido e ela, ao relatar, ele sai e é aí que a briga inicia.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários