CPMI das Fake News deve acabar sem relatório final

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, que foi instalada em 2019. não chegou à conclusão nenhuma sobre as acusações que fazia a parlamentares conservadores e deve terminar os trabalhos sem apresentar um relatório final.

Na verdade, os depoimentos prestados nela acusaram muito mais os próprios acusadores do que o contrário.

Passados quase três anos da sua instalação, tanto o senador Ângelo Coronel (PSD-BA), que foi presidente do colegiado quanto a relatora deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) alegam para aliados que a desistência das investigações não é por falta de provas, mas devido ao ano eleitoral.

Os 16 parlamentares que compõem a comissão dizem estar focados em suas respectivas campanhas. Fora isso, Lídice e Coronel dizem que há muitos supostos bolsonaristas integrando o colegiado; o que poderia atrapalhar as atividades isentas de "investigação".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários