Zelenskiy pede reunião com Putin: "Quem começou a guerra poderá pôr fim nela"

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenskiy, pediu, neste sábado (23), uma reunião com o líder da Rússia, Vladmir Putin.

Zelenskiy disse a aliados que deseja entrar em um acordo com o kremlin para "pôr fim à guerra". O conflito entre Rússia e Ucrânia já dura dois longos meses.

- Acredito que quem começou a guerra poderá pôr fim nela - afirmou Zelenskiy, em coletiva de imprensa.

Devido à guerra, tanto Ucrânia quanto Rússia já perderam muito economicamente. A Ucrânia porque está devastada e milhares de pessoas fugiram. A ONU acredita que 90% da população do país vai viver na miséria após o conflito. Moscou, por sua vez, tem sentido a retaliação de nações integrantes da União Europeia e do G20. 

Ainda assim, Zelenskiy disse, em tom ameaçador, que, caso soldados ucranianos sejam mortos em Mariupol, ele se retira completamente das negociações de paz.

- Se nossos homens forem assassinados em Mariupol e se forem organizados supostos referendos na região de Kherson (no Sul), a Ucrânia vai se retirar de todo processo de negociação - garantiu.

Putin ainda não respondeu à solicitação do presidente ucraniano.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários