Reeleito presidente, Macron admite que será difícil governar a França dividida

Por 58% dos votos a favor de Emmanuel Macron contra 41% de Marine Le Pen, o esquerdista foi reeleito presidente da França, neste domingo (24), para um novo mandato de 5 anos. 

Derrotar a candidata conservadora não foi tarefa fácil para Macron, já que contra ele pesavam os insistentes lockdowns, o crescente desemprego e a queda no poder de compra dos franceses. Com cenário tão caótico, Marine Le Pen saltou nas pesquisas e foi a escolhida para disputar o segundo turno com o atual presidente.

Após a divulgação da vitória, Macron foi recebido por apoiadores nas proximidades da Torre Eiffel.

Ao discursar, ele admitiu que não será simples conduzir o país nos anos que virão, uma vez que reconhece que a França está dividida quanto à política que a rege. Ainda assim, Macron prometeu ser "o presidente de todos".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários