Ex-ministro da Educação, Haddad apaga post com erro de português

Ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), que também é pré-candidato ao governo do Estado, resolveu fazer uma aparição nas redes sociais para movimentar a campanha política destas eleições e o tiro acabou saindo pela culatra.

No Twitter, o professor universitário escreveu:

- O ensino médio está muito mau, em geral, mas em São Paulo, que é o estado mais rico da federação, deveríamos ter um ensino de ponta - disparou, sem perceber o erro gramatical, quando o "mau" deveria ter sido escrito com "L".

Internautas, imediatamente, criticaram a falha do docente e questionaram o fato dele ter sido ministro da Educação nas gestões do PT. Sem responder aos seguidores, Haddad apagou a publicação.

Esta não é a primeira vez que Fernando Haddad é alvo de censura por erros de português. Em novembro de 2019, ele escreveu na internet "rascismo" e foi criticado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, que não perdeu a piada.

- O raSCismo nasÇeu com o BoSSanaru. Português não é fácil, todos cometemos erros, mas raSCismo foi a 1ª vez que vi e fica bem pior para um ex-Ministro da EDUCAÇÃO! - disse o parlamentar, tambem na web.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários