“No passado, soltavam bandidos. Eu solto inocentes”, afirma Bolsonaro sobre indulto a Daniel Silveira

Durante a cerimônia de abertura da 27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, realizada em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a defender o perdão concedido por ele ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). 

Questionado sobre a legalidade do indulto, logo após, a condenação do parlamentar pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o chefe do executivo nacional respondeu:

- O decreto da graça e do indulto é constitucional e será cumprido. No passado, soltavam bandidos e não falavam nada. Hoje, eu solto inocentes - disparou.

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, tem imposto medidas restritivas a Daniel Silveira desde fevereiro de 2021. Ele alega que o deputado ameaçou os integrantes da Corte em uma série de vídeos que divulgou em suas redes sociais com críticas à postura política dos magistrados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários