Adversários criticam fala de Lula em afirmar que "Bolsonaro não gosta de gente. Ele gosta de policiais"

Apesar de ainda não ter se pré-lançado candidato à presidência dos Brasil, nestas eleições de 2022, o ex-presidente e ex-presidiário Lula (PT) tem feito alguns comentários chocantes. Ele já exaltou o socialismo, disse que vai controlar as redes sociais, garantiu que as polícias e o Ministério Público trabalharão pra ele e que os miltares descobrirão o seu devido lugar no governo dele. Agora, o petista afirmou que o atual chefe do Planalto, Jair Bolsonaro (PL), "não gosta de gente. Gosta de policiais".

A declaração foi dada em um pequeno evento, na periferia de São Paulo; já que Lula não quer fazer o "corpo a corpo" com o grande público e tem optado por locais menores para discursar. Na ocasião, o condenado da "Lava Jato" falou:

- Hoje, temos um presidente que não derramou uma lágrima pelas vítimas da Covid ou com a catástrofe que houve em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele não tem sentimento. Ele não gosta de gente. Ele gosta de policial. Ele não gosta de livros. Ele gosta de armas - disparou, sem perceber a gafe.

No Twitter, Bolsonaro rebateu o concorrente e disse que "defende o cidadão de bem".

- Enquanto uns acham que policial não é gente e que tem que soltar jovens ladrões, traficantes e latrocidas, nós sempre defendemos o cidadão de bem. Boa noite a todos! - escreveu o chefe do Executivo Nacional.

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), que já foi aliado de Lula, também aproveitou a ocasião para dar umas cutucadas no ex-presidente.

- Lula apertou o acelerador na corrida para superar Bolsonaro em asnice. Quando disse que ‘Bolsonaro não gosta de gente, gosta de policial’, Lula cometeu não um ato falho, mas uma ação indesculpável de discriminação e desumanidade - alfinetou.

O pastor da Assembleia de Deus, Silas Malafaia, que é muito frequente nas mídias sociais, destacou:

- Continue a falar asneiras. Para ele, ladrão de celular que mata pessoas é um pobre coitado, policial não é gente. Vergonha total - disparou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários