Adélio Bispo pode ser solto até junho

Adélio Bispo, o ex-militante do PSOL que tentou matar o presidente Jair Bolsonaro (PL) na campanha eleitoral de 2018, pode ganhar a liberdade até junho, ironicamente, próximo do pleito deste ano.

O criminoso passará por nova avaliação médica e, caso seja constatado que ele não "oferece risco à sociedade", ganhará a liberdade.

Atualmente, o ex-psolista encontra-se na ala de internação da penitenciíra federal de Campo Grande (MT), onde ele é submetido a tratamento psiquiátrico para "curar" seu suposto trastorno mental. A prisão preventiva dele foi convertida em confinamento no hospital da prisão depois que a defesa alegou ser ele um "lobo solitário em delírio constante".

A Justiça Federal definirá quando os novos exames serão realizados no meliante.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários