Daniela Mercury "desiste" de receber cachê por show em comício pró-Lula

A cantora baiana Daniela Mercury, de 56 anos, encaminhou ofício para a Prefeitura de São Paulo solicitando o cancelamento do contrato em que ela receberia o valor de R$ 100 mil por uma apresentação no domingo (1º), Dia do Trabalho, em São Paulo.

Em evento organizado pelas centrais sindicais ligadas ao Partido dos Trabalhadores, Daniela e mais quatro artistas receberiam seus cachês vindos de emendas parlamentares de três vereadores: Alfredinho e Eduardo Suplicy, ambos do PT, destinaram juntos R$ 525 mil para realização do showmício de Lula e Sidney Cruz (Solidariedade) entrou com R$ 187 mil.

O caso foi parar nas manchetes dos jornais depois que saiu o pagamento dos valores no Diário Oficial de SP no dia seguinte. Várias autoridades se manifestaram contra o uso de recurso público para o ato pró-Lula e destacaram que Daniela Mercury fez propaganda eleitoral irregular em favor do ex-presidiário; levantando bandeiras com o rosto dele e a logo do partido. Ao final do show, a artista ainda falou:

- O Brasil precisa de Lula - 

O ato foi denunciado ao Ministério Público do Estado e uma Ação Popular também foi aberta para apurar o caso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários