Vladmir Putin pede desculpas a Israel após chanceler afirmar que Hitler "tinha sangue judeu"

O presidente da Rússia, Vladmir Putin, pediu desculpas ao primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennet, após o Ministro das Relações Exteriores do kremlin, Sergei Lavrov, se exceder em afirmações e afirmar que Adolf Hitler tinha "sangue judeu".

- Acho que Hitler também tinha origens judaicas - declarou o chanceler em entrevista a um programa de televisão na Itália, semana passada.

Lavrov ainda comentou que “os antissemitas mais ardentes são geralmente judeus”.

As declarações do russo não caíram bem no momento crítico que o pais vive, quando trava uma guerra contra a Ucrânia e perdeu grande parte do apoio que tinha de países ocidentais.

Para apaziguar os ânimos, o Embaixador da Rússia em Israel explicou que a opinião de Lavrov não era compartilhada por Putin e que o presidente da Rússia pedia desculpas ao Governo de Israel pelo incidente.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários