Justa causa: Funcionária é demitida por apresentar atestado médico e depois ir a eventos

A mulher trabalhava em uma empresa de telemarketing em Belo Horizonte. Ela apresentou um atestado médico para os patrões, alegando que estava em depressão, mas continua mantendo a vida normal longe do serviço.

Desconfiados da sindicalista, eles passaram a investigar as redes sociais da funcionária e constataram que, no mesmo período de validade do atestado, a mulher publicava fotos na internet em eventos sociais e sem demonstrar abatimento, característica da doença.

De posse das provas, o escritório demitiu a colaboradora por justa causa em virtude de incontinência de conduta e mau procedimento.

Ela entrou com um processo na Justiça do Trabalho de Minas Gerais, mas perdeu a ação porque a juíza considerou que a funcionária cometeu, de fato, uma falta grave e manteve a sentença.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários