Flórida aprova ensino sobre crimes do comunismo

Nesta segunda-feira (9), o governador do estado da Flórida, Ron DeSantis, assinou uma lei para criar "O Dia das Vítimas do Comunismo", a ser celebrado dia 7 de novembro. Nesta data, os docentes de escolas públicas deverão dispor ao menos de 45 minutos de aula para falar sobre os líderes comunistas, seus crimes e atrocidades cometidas em seus regimes.

- Na Flórida, vamos dizer a verdade sobre o comunismo - afirmou DeSantis.

A lei entra em vigor no ano letivo de 2023-2024 e sugere ensinamentos sobre os líderes: Joseph Stalin, Mao Zedong e Fidel Castro.  De acordo com a norma, os professores devem ensinar sobre a "pobreza, fome, migração, violência letal sistêmica e supressão do discurso", que ocorreram sob esses regimes.

- A medida tem como finalidade educar não somente nossos filhos, mas os filhos de nossos filhos - disse a vice-governadora da Flórida, Jeanette Nuñez.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários