Depois de Guga Noblat, Hang mira em vocalista da banda Fresno e processa o músico

O empresário catarinense, Luciano Hang, dono das Lojas Havan, decidiu processar Lucas Silveira, vocalista da Banda Fresno e pedir indenização de R$ 100 mil por danos morais.

Em março passado, o músico compartilhou uma notícia do Estadão no Twitter, marcou o empresário na postagem e o ofendeu. Na postagem, o cantor divulgou que vários empresários do varejo - entre eles Hang - pediram ao presidente Jair Bolsonaro (PL) ações contra importações da China por pessoa física, uma forma de pressionar o Governo Federal diante do aumento de consumo dos brasileiros em sites como Shein, Shoppe e AliExpress. 

- O @LucianoHangBre AKA VÉIO FDP DA HAVAN é provavelmente o maior paunoku da história desse país - escreveu o artista.

A defesa de Hang printou a mensagem e disse que o músico "claramente violou o nome, a honra e a imagem de Luciano perante a sociedade".

- O cantor publicou em sua conta pessoal na rede social Twitter xingamentos diretos ao empresário, chamando-lhe de ‘véio fdp’ e ‘maior paunoku da história desse país’, o que claramente violou o nome, a honra e a imagem de Luciano perante a sociedade - argumentou a assesoria.

Luciano hang ainda não comentou sobre o processos nas redes sociais.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários